Novo Tempo!

    • Novo Tempo!

      Olá amigos,

      E se falarmos da actualidade política. É a nossa vida, produto das decisões que os nossos "dignos" representantes parlamentares decidem e assumem por nós no nosso dia-a-dia.

      De facto, voltando ao passado, mais revoltado me sinto. Razoavelmente inconformado, pelo menos com convicção , recordo-me que aquando do nosso retorno a Portugal encontramos um "clima" social "cinzento" e "amarelado" pela forma como a nossa sociedade enfrentava a vida: conformação, constrangimento, medo, enfim uma vida condicionada ao "acaso" e ao destino imposto pelas convicções políticas e religiosas:

      Novos ciclos se seguiram: adesão à União Europeia, subsídios, escalonamento e prestígio político crescente e tudo o mais proporcionante de "grandes vidas", muitas aparências, prestigio social, novas classes "novo riquismo", enfim uma vida de ilusões e de tempos virtuais...

      Chegaram os tempos do "dinheiro virtual", criação de riqueza artificial, ilusões de "novo riquismo" com recurso a dinheiro fácil, elástico e desproporcional quando comparado com a grande maioria da população.

      Quizemos seguir a "onda" do modernismo. Neo-capitalismo puro e duro. O mercado e o seu liberalismos é que está dar. Vamos em frente porque este é o caminho, o resto é demagogia.

      Caros amigos, pedindo desculpa àqueles que viveram esta ilusão, quero dizer-vos que, de facto, para se viver em harmonia e felicidade, basta termos o essencial: amor, fraternidade, espirito de solidariedadee um sentimento profundo dos valores essenciais e primitivos da vida que estão intrinsecos nos nossos reflexos, emoções e acções de solidariedade, companheirismo, etc.

      Desejo que o fermento que "alavancou" a sociedade portuguesa, induzido pela acção dos "retornados" volte a fazer efeito, através da sua atitude transformadora enquanto agentes de mudança e "germens" de um novo cilco económico e politico mais conciliador, mais solidário, mais coerente e sobretudo socialmente mais justo e condescendente na satisfação das necessidades sociais que se impõem.

      Este é o meu desejo, sem pretensões.

      Um abraço :so
      Antonio Ferreira
    • Novo Tempo !

      Caro António Ferreira
      Concordo com o teor da tua "crónica" e infelizmente o que comanda a"vida moderna" é o dinheiro ganho de uma forma fácil,não interessa como... Aquele espírito que acompanhou os
      "retornados" desde a sua saída do ex-Ultramar foi-se... e muitos se deixaram contaminar com os não retornados, e outros ainda, "engoliram"
      diversas "pílulas":de senhores importantes (novos ricos)-deixar de comunicar com aqueles que eram seus Amigos em Angola-e ainda aqueles que quando se pergunta "então o que fazes? " não respondem,talvez pelo receio que o "zé" lhe vá pedir dinheiro,etc.- outros que não respondem a um simples e-mail, nem que fosse para dizer: "não me envies e-mails. porque não tenho tempo para essas "coisas"e mais coisas tinha vontade de escrever. São "ídolos" com pés de barro e quanto mais alto estiverem...
      a queda mais violenta será.
      Termino citando dois HOMENS:

      D.JOÃO DE CASTRO-Que empenhou as suas barbas em penhor da palavra
      dada!
      POETA ALEIXO -"Sei que pareço um ladrão
      Mas há muitos que eu conheço
      Que não parecendo o que são
      São aquilo que eu pareço"
      E por aqui me fico.
      Coelho(Kandimba)

      Nota final: podem faltar pontos ou vírgulas,mas a "essência " daquilo que eu quiz transmitir está lá.
    • RE: Novo Tempo!

      Caro António Ferreira
      Como podes verificar quando chega alguém e tem a "ousadia" de abrir um novo tema - caso do "Novo Tempo"-está condenado,pois teve a coragem de desafiar e invadir o "couto" dos "pagadores" de café,cerveja e ginguba e algumas vezes deixam uns camarões pagos (coisa rara) e são incapazes de assumir e discutir assuntos sérios e actuais, é assim como o povo diz "VIRA O DISCO E TOCA O MESMO"! Não é necessário saír do "Mazungue" para se verificar o que afirmo, onde se lê com muito agrado, os mais variados temas!

      José Coelho
      (Kandimba)
    • Amigo José Coelho( Kandimba)

      Dou a total razão do que escreveu

      Como poetas , como cozinheiros , como políticos , como simplesmente homens (ser Humano) ou como qualquer coisa , temos de dizer o que nos vai na ALMA , doa a quem doer mas desafiar o proximo para uma conversa ou simplesmente um dialogo de algo para pensarmos um pouco . No Jornal " A SENTINA " vai-se escrevendo alguma coisa , principalmente o nosso amigo Mabok , nem sempre a vida é de farras , mas também é necessário para nois aliviarmos .
      obrigado pelos emails que me tem mandado , tenho lido com agrado

      Do amigo jana
      jpedro