Do Huambo para o mundo

    • Amigos Mazungueiros, boa noite!

      Afinal ainda por cá ando. Não tenho aparecido, primeiro porque não surgia ocasião a jeito. Depois porque uma vez mais o computador quis brincar comigo. Não sei se teve que ver com a instalação da fibra óptica , mas alguns dias depois de instalada começaram a surgir, espontaneamente, indicações para actualização de diversos sistemas. Uns relacionados com o GOOGLE, outros com abertura de pdf, outros sei lá para quê. Fui clicando a dar a indicação para "ficar para depois", mas lá chegou a altura em que, automaticamente a actualização começava a ser instalada. Isso acontecia ao desligar o computador ou au liga-lo, o que me deixava a "entrar em parafuso". Um dia houve que a maldita actualização demorou horas. NÃO SEI É PARA QUE SERVEM. Aliás daí para cá o computador ficou mais ronceiro, até que senti dificuldade em trabalhar com ele.
      Hoje tive cá os meus herdeiros a almoçar e aproveitei a oportunidade para tornar a pedir ao meu filho a ajudinha do costume. Já está mais funcional, mas nem tudo ficou resolvido.

      O dia fora de casa esteve doentio. Nem sempre o sol esteve a 100%, mas o calor era estranho. Dizem que a partir da amanhã vem a chuva. Que venha e em força, pelo menos nas zonas em que o país arde.
      A calamidade continua, e continuamos também sem saber quem manda atear os incêndios.

      Aos Amigos do V. da P. e de Torres, que o convívio com o atum de barrica tenha sido óptimo. Como diz a Manuela, «é sempre agradável passar o dia em boa companhia». E vocês, todos, são da melhor que há.

      Amigo Eliseu, tanta artilharia. Mas a documentada já é só para "fazer de Conta", não?
      Quanto às exposições em que participei aí pelos Brasis, eu não acompanhei as minhas obras. Elas foram seleccionadas em Portugal pela instituição que fazia intercâmbio cultural com os museus daí.

      E por hoje fico por aqui. Tudo de bom para todos e até sempre.
      Sergio O. Sá
    • Salve, salve meus amigos!

      Cá estou, de volta ao vosso convívio. E entre um mate e outro, escreverei algumas linhas.....
      Viagem rapidinha, apenas 3 dias na casa dos meus pais, com uma esticada à casa da minha irmã e meu cunhado, e ainda uma rápida ida na casa de uma sobrinha, todos, porém, residentes em Teutônia, próximos da casa dos meus pais.
      Contudo, foi viagem de ida, a permanência e o retorno com (muita!) chuva.
      Mas bastou chegar em casa, e chegou o sol..........

      Manecas,
      que bom que fizeram uma visita à casa da Manuela.
      E pelo que me parece, o atum de barrica com batatas estava uma delícia! 8o :thumbsup: :thumbsup:
      Mas no devido tempo, estarei também presente ao vosso convívio.
      Este ano não foi possível, mas com a passagem para a reserva, no ano que vem, espero poder cumprir o programa.
      E certamente, poderei permanecer algum tempinho à mais, pois não haverá a necessidade de retornar por causa do Serviço!
      Fiquei curioso pelo repelente de toupeira.... O que seria?

      Manuela,
      ainda tenho alguma esperança de que os demais mazungueiros ainda retornem.
      Caso contrário, seremos apenas nós três, tal qual Os 3 Mosqueteiros!

      Desejo à todos um excelente domingo!

      '
      Abraços fraternais! Eliseu
    • V.P. 14 Out às 21.10


      Caros Amigos, Boa Noite ! A todos quantos venham a ler-me, os meus votos para estarem a passar um agradável fim de sema!
      Aqui pelo Vale, mais um dia de de muito calor, com céu enevoado e típico para uma tempestade de trovoada de Verão ! Mas só aconteceu muito calor.


      Alô Manuela !
      Confirmada a compra e aplicação do repelente de toupeiras, só me resta desejar-vos que tenham o mesmo êxito que eu !! Foi remédio radical, emigraram rapidamente !
      Esperemos que os nossos companheiros de serão, acabem por retornar, mas se assim não suceder iremos aguentando o barco ... até nos deixarem ! O Eli deve regressar na 2ª, ou terça f
      eira.


      E assim se vê o efeito do inusitado calor de Outubro, uma grande unidade de produção de flores, quase desactivada !




      Um abração, Manecas
      - Laripó, ou mungué, amigos meus !!!