Do Huambo para o mundo

    • V.P. 23 Out, âs 21.20
      Caros Amigos, [b]Boa Noite !![/b]


      Ausente desde a passada 6ª feira, retomo o lugar na formatura, esperando que todos tenham passado um bom fim de semana. Particularmente para o Eliseu, o mais que posso fazer, é desejar-lhe que a recuperação da sua cidade esteja decorrendo e que pessoalmente não tenha sido muito afectado.
      Por cá, voltámos a um tempo de primavera quente, quase Verão, com previsão de temperaturas na casa dos 30º ! Choveu, mas não chegou para pôr as barragens com níveis mínimos.


      Alô Manuela !!
      Como dizes, a data aproxima-se e Deus permitirá que tudo corra pela maior normalidade. Como já te disse, não tardarás a sentir a maravilha que é ser avô !! Vai dando noticias.
      No sábado tivemos a companhia da Siva e do António ! O tempo esteve de Verão o que contribuiu bastante para o capítulo da gastronomia ! Alem da anunciada "Mão de Vaca", deu para fazer pão e diversos petiscos ! O padeiro fui eu, isto é, padeiro, forneiro, empregado da limpeza e arrumações !
      A fornada não foi grande, para evitar estarmos os dias seguintes a comer ão seco, ou congelado.


      - Assim ficou a massa, pronta a levedar:




      - O forno aquecendo:



      E o resultado final !! Vão provando que volto daqui a minutos !

      - Laripó, ou mungué, amigos meus !!!
    • Amigos mazungueiros

      De volta a este recanto de amizade para uma saudação a todos.
      Cá por cima a temperatura é de outono avançado e o sol tanto se mostra como logo se esconde. O vento, hoje, "vê-se", mas não com muita "nitidez".

      Amigo Eliseu, aí pela tua Terra a situação meteorológica não foi nada meiga. Como diz o Manecas, «a mãe Natureza, de várias maneiras diferentes, anda cobrando pelo mundo fora todas as agressões de que tem sido alvo!!». Mas tenho a impressão de que ela ainda não tem levado em conta TODAS essas agressões. Quando isso acontecer, se acontecer, será "bonito", será!!
      Para já, espero que o temporal tenha passado e tudo voltado à normalidade.


      Aqui, na minha zona, a chuva chegou ao fim da tarde de segunda feira, depois de algum vento que tinha soprado durante a noite. A chuva foi bem-vinda, mas o vento que a antecedeu veio carregado de terra, deixando tudo sujo por onde passou. Quem olhava para o céu era levado a pensar tratar-se de fumo. Mas fumo de onde, se o vento não vinha do lado dos incêndios que estavam activos? Depois viu-se que era terra.

      A chuva chegou. Uma bênção para as populações das regiões incendiadas, apesar da tragédia já estar consumada. Um fenómeno raro, talvez mesmo único no país, que não teve que ver com a vingança da Natureza.

      Manecas Manuel escreveu:

      !!! Neste caso, o que se passa em Portugal, a meu ver e de muito mais gente, é um plano muito bem estudado, e extraordinariamente económico, em termos de equipamento bélico, de operacionais humanos e com resultados finais garantidos para atingir os fins desejados rapidamente.
      Sim, Manecas, também penso que tudo teve que ver com um plano... Mas para mim, e para muitos outros, o plano é mais complexo (ou mais simples?) É que a "geringonça" tem funcionado e isso não agrada a muito "boa" gente.
      Agora só exijo que sejam identificados os incendiários e sobretudo os seus mandantes e/ou pagantes. Temos o direito de saber quem foram/são uns e outros.

      E para desanuviar, uma alusão às uvas do Manecas e ao licor do Eliseu.
      Quanto às uvas, são de fazer cobiça. Em segundo plano os pipos, cujos tampos, elípticos, me deixam curioso. Já os tinha visto, in loco, e agora, ao revê-los por fotografia, fiquei a pensar: deve haver uma razão para terem esta forma. Não sei é qual.
      [b]Sobre [/b] o licor de jabuticaba, o que me chama a atenção são os frutos, sobretudo por estarem "agarrados" ou quase ao próprio tronco da árvore. Coisas da Natureza que sabe sempre o que faz.

      [b]E com um copo do branco de D. Maria e um cálice de licor de jabuticaba, fico por aqui.[/b]
      [b]Para todos um bom fim de semana.[/b]
      [b]Sérgio O. Sá[/b]

    • V.P. 20 Out. às 21.25, temperatura agradável e ... chovendo mansamente !!
      Caros Amigos, Boa Noite !
      Pelos habituais motivos profissionais, estive retido por Lx, Parede e M.M. na 4ª, 5ª e a manhã de hoje !! Não eu de maneira alguma para aparecer por aqui ! Lamento !!


      Alô Eliseu !!
      Sem dúvida que a mãe Natureza, de várias maneiras diferentes, anda cobrando pelo mundo fora, todas as agressões de que ao longo de décadas tem sido alvo !! Meteorologicamente, nos tempos que vão correndo, os habituais calendários já não são previsíveis, e tudo acontece "indisciplinadamente" por todas as partes do globo ! Grave, é que muitos governos, principalmente, os mais culpados, continuam ignorando e afirmando que as actuais alterações climáticas são uma treta ! Caso do US Trampas.
      E como sempre tem sido, em casos de extrema gravidade, são as forças militares que dão uma ajuda ! No nosso caso, com os operacionais servindo fora do país, os efectivos locais são tão poucos, e "enteados" do governo, que acabam marginalizados!
      Em poucos meses passámos por duas situações catastróficas, na opinião dos entendidos, não governamentais, previsíveis e controláveis ! Estando nós numa zona altamente sísmica, e com um historial aterrador, espero já cá não estar, quando se repetir o habitual estremeção de em 200. ou 250 anos de intervalo. O último foi o de 1755 ...
      Meu Caro, oxalá que não tenhas sido directamente afectado, e que minimo não haja vitimas pessoais a lamentar por essa cidade devastada.


      Alô Manuela !
      Também por aqui a chuva tem estado presente, hoje não muito, mas felizmente caindo cerrada mas calmamente e sem ventania. Àmanhã terei a presença dos meus cunhados António e Siva, vossos conhecidos, e será mais uma agradável reunião ! A ementa ? Uma coisa leve ..."MÃO DE VACA com grão" . Não é propriamente uma dieta vegetariana !!! Mandarei fotos.

      Tenham uma boa noite e ,especialmente, para o Eliseu, os votos para que os prejuízos sejam mínimos, já que trabalho pesado irá ter de certeza. Bem hajam, Manecas
      - Laripó, ou mungué, amigos meus !!!