Do Huambo para o mundo

    • Novo

      V.P. 23 Jan às 00.10
      Sem
      Caros Amigos, Boa Noite !

      Mais tarde que o habitual, mas começando o dia aos primeiros minutos !

      Caro Eliseu !!
      Rendo-me incondicionalmente, reconhecendo que não tenho "material" para te enfrentar nestas exposições de ... churrascarias !! Porém, é um regalo ver estas últimas fotos. Tão pouco posso imitar uma churrascada deste calibre, não por falta de material, mas porque não tenho tropa que me acompanhe, boa gente mas sem pedalada para "dar ao serrote" ! Ao ver a maneira como vocês raparam os ossos ... cuidado que não brincam em serviço !
      Fico muito contente, quando vejo os amigos assim reunidos !
      O tempo tem-se mantido bom ... para trabalhar no exterior, pelo que aproveitei para capinar o pomar, depois da lenha, até não foi um trabalho muito pesado !
      Eis quando já me aproximava do fim da tarefa, quase ao pôr do sol:





      Alô Manuela!
      Assim vai a vida! Uma boa semana esperança de bom tempo !!!

      Um abraço, Manecas

      OBS: Eliseu - Não descurei o teu pedido. Contactei a editora mas informaram que o livro só deve ser editado em Abril. Está difícil é conseguir contactar o, ou os escritores, para fazer a reserva. Irei dando noticias.
      - Laripó, ou mungué, amigos meus !!!
    • Novo


      Salve, salve amigos mazungueiros, presentes e ausentes!


      Manecas amigão,
      pois as praias daqui normalmente são fechadas para o trânsito, mesmo nas mais isoladas, pois por norma, são áreas de preservação ambiental, permitindo apenas acesso à pé.
      Contudo, algumas partes, principalmente entre centros urbanos próximos, temos esta possibilidade.
      de minha parte, em tantos anos de idas à praia em veraneio nunca havia feito tal. Mas confesso que é bem interessante, pois podemos conduzir o material e bolsas direto ao local de estada, sem necessidade de ser levado à braço........
      Contudo, há a parte inconveniente que é o efeito que a maresia poderá ocasionar na lataria do veículo. Assim, evito chegar próximo ao mar com meus veículos.
      Estas atividades de lenhador devem ser encaradas com cuidado, pois o chassis já está bastante judiado...... :/
      Pois sabes que também gosto do ditado de "Ver para crer!" Certamente é a única forma de termos certeza do que foi feito, o foi como estava previsto e planejado.

      Manuela,
      eu adoro leitão assado, seja em forno, seja sobre a brasa.
      E este foi bom por demais, pois era ainda novinho, e nem gordura havia sob a pele........
      Também faço desvio em percurso para dele saborear se isso for possível. 8o 8o
      De modo geral gosto muito da carne suína.


      Uma boa terça-feira para todos!



      '
      Abraços fraternais! Eliseu
    • Novo

      Olá meus amigos.

      Cá estou, novamente em casa, já retornado do expediente de hoje no quartel.
      Esta semana o expediente está sendo integral, visto na quarta-feira, dia 24/01, ser a passagem de comando, e as providencias serem muitas.
      O novo comandante e sub-comandante (em Portugal é Segundo no Comando, é isso?.....) presentes, e se atualizando sobre as atividades corriqueiras da OM. Procedimento novo este, pois anteriormente o Comandante nomeado só se apresentava na véspera de assumir o Comando, sem que houvesse esta atualização com o Comandante retirante, que partia após passar o Comando.
      A viagem de ontem foi 100 sob chuva, algumas vezes muito intensa.
      Hoje temos as famosas pancadas de chuva, alternadas com o :so e o calor de 35ºC sempre presente.
      Aqui um registro da estrada ontem....



      Como havia vos dito, o principal motivo da viagem era para uma atividade na casa de um tio, que estava ofertando um leitão assado, costelão e mais carnes.
      Assim, saímos daqui e rumamos direto.
      Como é em área rural, não houve uso de churrasqueiras e etc.


      Abaixo um registro do "produto" em processamento, os "ajudantes" e depois em "consumo"....















      '
      Abraços fraternais! Eliseu
    • Novo

      V.P. 21 Jan às 21.45


      Alô, Alô Meus Caros Amigos !!!


      Não desertei, não fugi, e felizmente continuo bem de saúde !! Mas ... estoirado !!! Na passada 4ª feira, pouco depois de enviar-vos a minha mensagem, recebi telefonema solicitando nova ida a Lx, por motivos profissionais ! Trabalho urgente a que não podia virar costas e que me ocupou até ao fim da tarde. Como tinha pessoal trabalhando em M.M. resolvi passar por lá para ver como as coisas estavam correndo !!!! A hora era tardia e já lá não estava ninguém, mas deu para verificar que o trabalho não estava a seguir as minhas indicações ! Por lá fiquei para na manhã seguinte, dar instruções de correção.
      Costumo seguir-me pelo dito popular de "Ver para crer", e por isso só de lá saí quando entendi que estava "tudos nos conformes" . Vim a casa, VP, mas ontem tornei a voltar a M.M. mas consegui escapar-me a tempo de regressar ao VP, onde me esperavam a minha filha e marido ! Então ... parei ! E até há poucas horas foi tempo de conviver, e "pôr a escrita em dia" !


      Eliseu !
      Mais uma série de boas fotos, continuando a demonstrar como agradáveis têm sido as vossas férias. As tiradas na praia, recordaram-me a visita, que nos anos 94, fiz aos USA, mais particularmente, à Florida-Orlando, onde com os primos lá residentes, fomos a várias praias, que pela sua largura e extensão, permitiam o estacionamento dos carros, (devidamente alinhadinhos), e até policia de transito local havia, não permitindo "aceleradelas" !



      Alô Manuela !
      Como acima expliquei, tudo vai bem ... mas apenas cansado !! Hoje aproveitei a permanência do meu genro, e para lhe proporcionar uma boa sessão de "ginásio biológico", mobilizei-lo para me ajudar na recolha, recorte e armazenagem da lenha !!! Trabalho saudável, em pleno ar livre e com aroma de pinheiros silvestres ... e sem ter que pagar nada !!!!!!!

      Espero que a semana que amanhã se inicia, me seja mais calma, mas duvido.

      E esses "desvios" para paragem na zona da Bairrada, são sempre gastronómicamente muito edificantes !! No tempo em que não havia autoestradas e as sua insipidas "Zonas de Serviço", e se circulava pelas chamadas Estradas Nacionais, por todo este país fora havia lugares de paragem obrigatória para se apreciarem os "prazeres" da terra ! No principio da minha carreira profissional nos elevadores, como preparador de obra, percorria diariamente o centro e sul do país, e garanto que não havia tasca, tasquinha, restaurante, ou similar, que não estivesse devidamente catalogado e com dia certo ... para visita !

      Com os votos de uma semana agradável, por aqui me fico esperando, que a minha seja bem mais calma que a anterior ! Haja saúde !!

      Um abração Manecas
      - Laripó, ou mungué, amigos meus !!!