Decreto presidencial arquiva irregularidades cometidas por gestores públicos

    • Decreto presidencial arquiva irregularidades cometidas por gestores públicos

      A poucos dias de deixar a presidência de Angola, o Presidente José Eduardo dos Santos aprovou e permitiu a publicação de um decreto que arquiva todas as irregularidades cometidas pelos gestores públicos nos últimos cinco anos em Angola.

      A medida, no entanto, exclui a inspeção às contas do Ministério da Saúde de 2015 e 2016, cuja a finalidade seria analisar a despesa contraída e por pagar, depois de uma denúncia do Fundo Global que dava conta do desvio de cerca de 4,3 milhões de dólares destinados ao programa de combate à malária em Angola.

      Entretanto, em Angola os parlamentares estão impedidos de fiscalizar as ações dos governantes. Nesse país, mesmo com denúncias, as autoridades judiciais nunca responsabilizaram os gestores públicos que terão alegadamente desviado dinheiro dos cofres de Estado.
      Fonte (ler mais...) DP.COM


      Author @ Amazon .... Tony de Araujo